A TI é o foco? Cuidado ao responder.

2 Set

Não restam dúvidas que a área de tecnologia da informação (TI) é dinâmica e de vanguarda. E por isso, gostaria de compartilhar uma inquietude: se estamos envolvidos em uma área que olha sempre pra frente, que precisa a todo instante de recursos financeiros e ao mesmo tempo não gosta de ser identificada com uma área que consume muito pra pouco, então porque as estruturas de TI são semelhantes (para não dizer idênticas) a de outros setores, como contabilidade, RH, financeiro, etc.?

Antes de olharmos para metodologias e frameworks de governança, como ITIL e CoBiT, é necessário dizer qual será o posicionamento da TI frente às outras unidades de negócio da organização.

Basicamente: ela será descentralizada ou centralizada?

Isto é algo que realmente importa. Definir como a TI está situada dentro da empresa é fundamental. Acredito que muito se gasta com a TI por ela não ter o posicionamento correto. Ou seja, o modelo de outras unidades não serve para a TI!

Geralmente, os profissionais de TI e, especialmente, os Gerentes de Projetos, relacionam-se com pessoas de diversas áreas de conhecimento, principalmente por que precisamos entender o que e como fazem, para então propormos a melhor solução.

Isso traz a nossa área uma característica muito, mas muito especial: ela tem os profissionais que entendem como as unidades de negócio da empresa trabalham e como elas podem se integrar. A TI não é  fim nela mesmo. Engana-se o profissional que acha que isso é diferente.

Como consequência disso…Nós conhecemos os processos, melhor de que qualquer um! Isto é um fato!

Bom, mas o que isso tem haver com que coloco sobre a TI ser o foco?

Dizer que a TI é suporte parece ser simples, não é? E você com certeza já escutou isso em várias palestras, seminários, programas de auditório, entre outros meios…

Então, se somos meio, porque centralizamos a nossa gestão?

Onde quero chegar com essa conversa: os clientes conhecem do seu negócio e nós conhecemos os caminhos para que eles produzam de maneira mais eficaz e eficiente. Sendo assim, porque cada unidade de negócio não ter sua equipe de TI dedicada?!

Evidente que esta teoria não é minha. Muitos autores já propõe um modelo descentralizado de TI. Antes realmente achava essa ideia absurda, mas atualmente vejo que ela pode ser a saída.

Muitos Gerentes de Projetos tem o sonho de trabalhar em uma estrutura totalmente projetizada, acham que este é o caminho do sucesso. Mas sabemos as desvantagens que este tipo de estrutura pode trazer.

Estas mesmas desvantagens, como: perda de conhecimento, alto custo com equipes, dificuldade em se ter padrões e integrar soluções, desmotivação da equipe, etc. também acontecerão se a TI for descentralizada.

No entanto, pense comigo: se focamos nas unidades que tem prioridade de orçamento e projetos, consequentemente, a empresa, no sentido global, alcançará os resultados de maneira mais rápida e com maior qualidade. Com a TI não deve haver intermediários. A TI é meio, certo?! Não se pode ter uma estrutura totalmente funcional para a organização da TI.

Por mais que isso possa parecer subversivo, a ideia tem que ser discutida. Dê para cada unidade de negócio a sua equipe de TI. As reclamações que somos inoperantes vão diminuir sensivelmente. Indo além: os responsáveis pelas áreas que atualmente só demandam, passam a ser responsáveis pelo sucesso ou fracasso da equipe e do projeto. Para mim isso é fundamental!

E nós como ficamos?

Os gerentes de projetos, com o apoio de um PMO, será o elo entre a operação e a gestão de TI.

Por falar em gestão de TI, ela deve estar preocupada com:

  • Metodologias;
  • Padrões e padronização;
  • Integração;
  • Estabelecimento de políticas;
  • Acompanhamento de portfólio;
  • Suporte;
  • Busca por novas tecnologias, pesquisa…; e
  • Desenvolvimento humano.

Indo um pouco além, penso que nem sobre o investimento a Gestão de TI deverá ser responsável. A organização, neste caso, contará com um BELO de um PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO que alinhe as unidades e direcione os recursos. Por isso, a organização será responsável pelo investimento e não um ou outro gestor.

Alerto para que isso não deva ser interpretado com um sonho, mas sim com uma premissa! Planejamento é obrigação e não acessório.

Para finalizar, recentemente li um artigo sobre “quais os três cargos de TI que devem sobreviver no futuro” e pensei: a TI descentralizada está cada vez mais próxima, ou melhor, já é uma realidade!

Se você tem uma opinião diferente ou concorda comigo, opine!!!

Abraços e até a próxima!

———————————————————————–

Sobre este assunto visite:

http://www.malima.com.br/article_read.asp?id=634

http://blog.opus-software.com.br/?p=170

http://olhardigital.uol.com.br/negocios/digital_news/noticias/quais_os_3_cargos_de_ti_que_devem_sobreviver_no_futuro

http://www.bain.com/bainweb/PDFs/cms/Public/Voce_tem_organizacao_de_ti_certa_Portuguese.pdf

http://www.tiespecialistas.com.br/2011/01/repensando-ti-na-estrutura-organizacional/

Imagem retirada de:

http://promoview.com.br/artigos-e-cronicas/131368-um-show-no-atendimento-por-paulo-araujo/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: